Lifestyle
Leave a comment

Largo – Restaurante

“UM ESPAÇO GASTRONÓMICO COM ASSINATURA DO CONCEITUADO CHEF MIGUEL VAZ”

Hoje é feriado e ainda há quem tenha por aí um fim de semana prolongado. Que sorte! Eu, vou trabalhar. Sexta, sábado e domingo … seguindo para a próxima semana sem folgas. Vou desdobrar-me entre trabalho, eventos e blog. Mas, antes de toda essa correria, queria deixar-vos uma sugestão para este fim semana.

Numa das minhas recentes visitas a Lisboa, visitei o Largo com uma das minhas melhores amigas, a Ana (já a viram aqui  e aqui)

Um restaurante maravilhoso situado numa das zonas mais nobres e emblemáticas de Lisboa. O Chiado é, sem sombra de dúvida, um ponto de passagem obrigatório para quem quer conhecer Lisboa. “It is known”!
O restaurante tem dois pisos distintos com conceitos arquitectónicos bem diferentes e marcantes! É uma espécie de fusão entre os claustros antigos que pertenciam ao Convento da Igreja dos Mártires, com elementos modernos! É lindo só de se ver!

Miguel Câncio Martins é o designer por detrás da decoração esplêndida do Largo. Que se faz notar nas cadeiras, nos candeeiros, na garrafeira (que é um sonho) e sem dúvida, faz-se notar naquele que para mim é um dos aspetos mais interessantes sobre este restaurante. Miguel, criativo por natureza, fez uma parede de 30 metros, com três vidros negros embutidos, que envolvem três enormes aquários. Estes aquários estão povoados por dezenas de medusas que criam um movimento de dança e luminosidade, gerando um efeito muito original.

JUST TO START

Começamos com Gin como aperitivo. Eu bebi um Brockmans, que é um gin mais frutado feito com frutos silvestres, e a Ana pediu um Citadelle, que é mais cítrico, servido com raspas de limão. Gosto de gin de há uns anos para cá (desde que virou moda e decidi provar vá), mas confesso que este que bebi ficou a ser um dos meus preferidos pelo sabor doce e frutado que tem!

Depois, seguiram-se as entradas. Pedimos ovo a baixa temperatura com espuma de batata, pato fumado com chouriço e ainda, vieiras com creme de ervilhas e bacon. O ovo estava maravilhoso, muito cremoso e a combinação de sabores resultava muito bem. Mas as vieiras nem tanto. Talvez pelo facto de preferir vieiras com um sabores mais cítricos, sempre que as comi foi dessa forma e não troco por nada!

PRATOS PRINCIPAIS

Como prato principal escolhi um robalo com vieiras e molho de citrinos com acompanhamento de “esmagada” de batata e legumes. A Ana escolheu um risoto de camarão com camarão tigre salteado . Quando olhei para o prato dela arrependi-me logo do meu robalinho! Just kidding! O meu robalo estava divino, o sabor cítrico era evidente mas muito suave e os legumes  estavam al dente, mesmo como gosto. Claro que tive de roubar um pouco do risoto da Ana e bem… estava uma delicia!! Próximo prato a pedir, sem dúvida, quando lá voltar!

SOBREMESA

A sobremesa – melhor parte de qualquer refeição – estava divina! Pedi um crumble de maçã com cauda de baunilha. A Ana pediu uma mousse a 0 ºC com creme de avelã e uma papaia para finalizar. Sempre que peço sobremesas caio repetitivamente nas mesmas escolhas – sabores com maçã, mousses ou bolos especiais. Raramente peço algo com chocolate, o que deve ser contrário à maioria das pessoas! Mas a mousse da Ana estava muito boa – gelada, como deve de ser – mas muito suave. Claro está, que não trocava nem por sombras, o meu crumble. Estava divino!

O Largo situa-se no Largo do Teatro São Carlos, em pleno Chiado. Um espaço gastronómico com assinatura do conceituado chef Miguel Vaz. Um restaurante de referência em Lisboa que têm mesmo de visitar! Até já ♥

Site – aqui
Facebook – aqui

FOTOGRAFIAS POR ANA LUÍSA

(Visited 41 times, 1 visits today)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *